domingo, 5 de junho de 2011

Em Chamas - Jogos Vorazes (02); Suzanne Collins

Em Chamas by Suzanne Collins
Editora: Rocco
N°de páginas:413
Gênero:  YA

Sinopse:
Depois da improvável e inusitada vitória de Katniss Everdeen e Peeta Mellark nos últimos Jogos Vorazes, algo parece ter mudado para sempre em Panem. Aqui e ali, distúrbios e agitações dão sinais de que uma revolta é iminente. Katniss e Peeta, representantes do paupérrimo Distrito 12, não apenas venceram os Jogos, mas ridicularizaram o governo e conseguiram fazer todos - incluindo o próprio Peeta - acreditarem que são um casal apaixonado.
A confusão na cabeça de Katniss não é menor do que a das ruas. Em meio ao turbilhão, ela pensa cada vez mais em seu melhor amigo, o jovem caçador Gale, mas é obrigada a fingir que o romance com Peeta é real. Já o governo parece especialmente preocupado com a influência que os dois adolescentes vitoriosos - transformados em verdadeiros ídolos nacionais - podem ter na população. Por isso, existem planos especiais para mantê-los sob controle, mesmo que isso signifique forçá-los a lutar novamente.

Breve Comentário:
Séculos atrás franceses se voltaram contra o absolutismo. Alguns anos atrás brasileiros se voltaram contra a Ditadura militar. Hoje cidadãos da Líbia e de outros países se voltam contra seus regimes autoritários.
A história nos mostra diversos casos de grupos exclusivos dominando outros grupos por intimidação.
Em Hunguer Games também há um regime autoritário e violento, mas, agora, em Catching Fire, o grupo que tanto tentam enfraquecer resolvel lutar contra o regime e uma guerra começa.
No primeiro livro, não gostei do conformismo dos personagens, mas agora tudo mudou. As pessoas estão buscando ser ouvidas, o chefe de estado querendo ou não.
Além disso, o Gale ganha um pouco de destaque nesse livro, o que eu amei.
Sem dúvidas, para mim, esse livro foi melhor que o outro, pelos motivos acima citados.
"E depois os 'grandes da literatura' de hoje desvalorizam a literatura jovem. Existe atualidade maior que Hunger Games?"

Desabafo:
Quem mora aqui no Brasil talvez tenha chegado a ver na TV ou no Youtube os protestos que tiveram em Vitória, no Espirito Santo (eu sei que muitos ignoram esse estado, mas ele realmente existe, ok?), contra o preço da passagem de onibus. Bem, eu moro em Vila Velha e estudo em Vitória porque aula integral (de 7 até 17:30) só tem lá, e ouvi grande parte do protesto, já que minha escola é em frente à UFES.
Foram duas aulas ouvindo bombas de gás lacrimogênio sendo estouradas, gritos dos estudantes, vaias... entre as duas aulas. Todos os estudantes do colégio deram um jeito de ver um pouco da rua, fosse no andar de baixo ou em um dos três outros andares. Era possível ver a tropa de choque passando, e, sério, só de ver aqueles homens com aqueles escudos e roupas pretas dava muito medo, mesmo sabendo que nunca fariam nada com a gente que tava dentro da escola. Eu e mais dezenas de estudantes da minha escola vaiaram a ação violenta e repressiva do grupo de pessoas vestido de preto que deveria agir em prol da sociedade, mas naquele momento agia somente a favor dos politicos corruptos que não precisam andar de ônibus, que estão pouco ai pra pessoas que às vezes precisam pagar quatro passagens de onibus por dia para poder estudar e ser alguém na vida.

No primeiro dia de protesto a tropa de choque jogou gás de pimenta em um idoso que só estava passando na calçada; quebrou celular de pessoas que so estavam filmando; atirou bala de borracha em jornalista, estudantes, carros que estavam estacionados dentro da UFES (incluindo carro de professores); jogou gas lacrimogênio nos estudantes fora e dentro da UFES (o que não poderiam, já que é território federal).
Eu só pude pensar na falsa impressão que a sociedade tem de que o Brasil é um país democrático: a repressão continua, os arquivos secretos da ditadura militar continuam secretos, ganham as eleições os politicos que mais quebram as leis, e a mídia é comprada pelos políticos e empresários.
O segundo dia foi mais pacífico, e teve muito mais gente que no dia anterior. Quando e se for resolvido alguma coisa, eu conto.

Curiosidades:
no post sobre Jogos Vorazes.

6 comentários:

  1. Amore, deixei um selinho para vc no meu blog:
    http://laylasaluanne.blogspot.com/2011/06/selinho.html

    Espero que goste;*

    ResponderExcluir
  2. Nossa Laís! Confesso que não estava muito animada com esse livro não, em parte por causa da aceitação que você falou, mas agora com certeza mudei de ideia. Parece que Em Chamas vai ser surpreendente. Chega logo sabado!! Para dar para ir no shopping e comprar xDDD

    Ótima comparação com o que aconteceu na Ufes. Parece que a gente vive em uma ditadura desfarsada, como em Jogos Vorazes... Também estou curiosa para saber quando vai ter a próxima manifestação, vc ta sabendo?

    bjs, camila.

    ResponderExcluir
  3. Nada =)
    Se precisar de qualquer coisa é só falar ^^
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. tem uma hora que as pessoas perdem a razão.... pois eh. os estudantes perderam, eles partiram para violencia em meio um congresso nacional sobre eleições. mas acho que as manifestações ainda n acabaram, dps conto mais

    ResponderExcluir
  5. Não estava muito animada com esta coleção, sei lá, acho que as capas não me chamaram a atenção. Mas estou lendo tão bem sobre estes livros que estou me animando. O terceiro livro já saiu e isso é bom pois detesto esperar para ler o próximo.
    um abraço
    Gisela - Ler para Divertir

    ResponderExcluir